quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Conjunto!Evite - O Lead é que Decide



Letra

A letra está no vídeo

CONJUNTO!EVITE ESTREIAM NOVO VÍDEO



CONJUNTO!EVITE ESTREIAM NOVO VÍDEO


“O LEAD É QUE DECIDE” DISPONÍVEL PARA STREAM E DOWNLOAD EM WWW.CONJUNTOEVITE.COM


10 de Dezembro, 2018 – Conjunto!Evite revelam o videoclip de “O Lead é que Decide”, terceiro single do do antecipado novo disco e que faz parte da colectânea Novos Talentos FNAC 2018.



O vídeo de “O Lead é que Decide” pode ser visto aqui e é uma colaboração entre a banda e o realizador Miguel Ângelo que resultou numa animação com toques de retrogaming sobre um desenho original de Miguel Faustino. A música foi gravada nos estúdios “A Casinha” e “BKK”, com mistura de Rodrigo Alexandre e master de Cajó.


Conjunto!Evite são uma banda de Rock Progadélico, conhecidos pelos temas “Ondas e Marés” e “Controla a Paranóia”. Sobre “O Lead é que Decide” e o novo disco, a banda revela que a canção “foi apresentada num ensaio e nunca mais saiu de cima da mesa. Uma drum machine, sintetizadores futuristas com a voz e as guitarras a unirem a música e uma letra que trouxe um significado especial à canção.”


O vídeo está disponível a partir de hoje no canal de Youtube e no site da banda para escuta e download.

Mais informações: www.conjuntoevite.com


Virtus - Trapézio (com SP Deville)



letra

Podias sentar-te, há muito que não assentamos
perceber se no trajecto
para onde vamos, também tem anos
acordei, ainda são duas da manhã 
penso em nós como certezas... se vamos ser duas amanhã
matámos este ir embora, e embora não vá mudar 
precisas de dizer no fundo ´até que a vida nos separe`
reconheço, algumas datas são tramadas
quando somadas são a prova de que quem vive em ti, pode ser quem tu matas
Eu vejo isto de uma forma legítima
nas vezes que se magoa o amor do outro
sendo vítima
eu sinto a quebra íntima
pressinto a dívida física
em toda a parte, quando me expresso
fica um espaço e só sai mímica
Fomos dum abraço ao embaraço tantos meses 
porque é só no fim que vemos que só vivemos começos
sou um homem feito em prole de não me fazer bem 
pedir desculpa custa mais do que a culpa que se tem
mas…
Não é questão de lógica é a relação morfológica
não recito ou declamo, repito o que reclamo
na verdade que nos afronta sem frente
que me desmonta e desmente 
esta é a segunda a vez que eu fico assim para sempre

Neste silêncio refunda no qual tu fumas
não me interessa com quem dormes
se não fizer com que tu durmas
lembro
o teu sussurro entre os dentes
ao dares-me um riso evidente
éramos dois, mas fomos mais que muita gente
roupa a engelhar no chão
da sala ao quarto, por toda a parte
encharcados
só pressa na pulsação
conversa no pós serão 
amarrados à sedução     
a ver promessas 
ingénuas, mas tão gémeas 
na intenção

As nossas merdas, nunca mudei o que elas são
porque eu não furto ou recuso
mudo o lugar para onde elas vão
à parte do romantismo 
o nosso apego, 
tu sabes,
meus os cigarros
tua a cidade, e nosso o tempo
A vergonha que nos cora e nos cala, tirou-nos esse interesse
não há contexto que nos chame e invista no nosso acerto
vem o stress do drama lembrar-te qual o preço
de não apressares o teu trauma de mudares de endereço 
o nosso é um quarto com eco  
é o princípio do erro de quanto mais perto estás, mais eu te perco
acredita, é mais forte do que a morte, compreendes isto?
eu viver sem poder chamar um nome que ainda existe

REFRÃO
Para que lado eu salto sem cair mais vezes
Não vês como ficar nem como ser diferente
Se na hora dir embora havia a hora de ires agora
Resta-me esta canção com todo o nosso tempo

Para que lado eu salto sem cair mais vezes
Não vês como ficar nem como ser diferente
Se na hora dir embora havia a hora de ires agora
Resta-me esta canção para todo o nosso tempo

Tu viste bem que a minha falha é um atrelado
quando me deito e não reparo que a cama tem outro lado
como um dado adquirido, já pensava ´salvo seja`
mas quando a rotina arrasta, à noite boca só boceja

Não tenho, o que eu tenho é só o que eu tive
um sonho bom contigo no qual eu não me contive
escorrego e penso nisso e se a base do compromisso 
é quem nos compreende ou quem compreende 
que não é só à base disso
os passos fazem tantos caminhos que, aos bocados,
nós prevemos que o melhor caminho é ficarmos parados
Pausas de dez compassos, resta mais um bagaço
para me encontrar de novo num espelho com o vidro baço
É que eu chego com exigências que eu nem vivo
incoerências que eu pratico
ao fechar ciclos 
no meu círculo de egoísmo
andei a fugir do sismo
agora dói como exorcismo
ao não te ter e suportar nos teus olhos o meu abismo

É normal se questionas o que nos junta
a pergunta deu-te a resposta?
Responde-me a esta pergunta
Confusa nas parecenças, há muitas que tu não vias 
já é costume eu sonhar e alto e cair em marés vazias
Mas para amanhã não sei, amor, o que o mundo propõe
talvez eu seja outro para lá de onde o sol se põe  
à pala da música
a conversa acaba sempre em mim
porque nela vi o meu começo
e esta começou por ti

Letra, Voz e Instrumental: Virtus

D.A.M.A na Passagem de Ano da Guarda!



D.A.M.A na Passagem de Ano da Guarda!


Os D.A.M.A vão entrar de pé direito em 2019, com um concerto que promete ser inesquecível, Passagem de Ano na cidade da Guarda.


Espetáculo na Praça Luís de Camões às 00.20, após o fogo de artifício.


Vem celebrar 2019 connosco!

GUARDA – ALTA PASSAGEM DE ANO 2018-2019 – A Guarda prepara-se para ter uma Alta Passagem de Ano! A Câmara Municipal da Guarda, entidade organizadora do evento, quer que a entrada em 2019 seja inesquecível e feita a partir do coração da cidade “mais alta” e por isso no dia 31 de dezembro todos os caminhos vão dar à Praça Luís de Camões [Praça Velha].

O Município da Guarda desafia todos a brindar ao novo ano na mais alta das passagens de ano do país, a 1056 metros de altitude!


Mr. Carly - N´sta Na Ceu



Letra


Não encontrei a letra desta música

Letra: Mr. Carly

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Iª edição TOCA na Baixa no HARD CLUB



TOCA na Baixa
29 Dezembro 2018 - HARD CLUB


TOCA é uma série de eventos itinerantes, que se apresenta como uma montra para a nova música nacional, independentemente de estilos e de associações a labels, considerando que toda a música deve ser acessível a todos.

Assume a missão de promover sinergias e novas criações artísticas, juntando e dando palco a todos os que partilhem esta visão e façam música por paixão. Assim, TOCA não é apenas um nome, mas também um mote.

A Iª edição do festival TOCA tem data marcada para dia 29 de Dezembro de 2018 no Hard Club, na Baixa do Porto, com as bandas ODDVIEWS, TRAÇO, ARAS, David From Scotland e DON PIE PIE. Os bilhetes já se encontram disponíveis na bilheteira do Hard Club.

Ficamos desde já muito gratos por qualquer ajuda que nos possam dar, com divulgação ou cobertura do evento no próprio dia, a qual, em último caso, resulta diretamente numa ajuda preciosa às novas bandas emergentes!

A todas as rádios interessadas, temos disponível para download o nosso AUDIO RELEASE.

Para mais informações sobre o TOCA:



Os Azeitonas - Queixa ao Pai Natal





Letra

QUEIXA AO PAI NATAL
(Miguel AJ)

Não é que acreditasse em ti
Das vezes em que te escrevi
Mas já que pendurei a meia
Vou ver se é desta que aparece cheia
Quando chegar o dia

Talvez das outras por desmazelo
Eu me esquecesse de colar o selo
Ou o carteiro folgue no Natal
Ou eu me tenha portado tão mal
Ficou a meia a baloiçar vazia

Pai Natal, Pai Natal, o que é que eu te fiz de mal?

Na escola porto-me bem
Nunca minto a minha mãe
E até já fiz a profissão de fé
Será que erraste a minha chaminé?

Pai Natal perdoa a insistência
Mas tu baralhas a correspondência
Não sei se é da caligrafia
Ou talvez seja de teres miopia
Por isso escrevo em letras garrafais

Que eu quero uma Playstation2
Não me faças reclamar depois
Ainda no ano que passou
Quando eu pedi aquele G. I. Joe
Recebi um livro de animais

Pai Natal, Pai Natal, o que é que eu te fiz de mal?

Ponho a roupa p'ra lavar
Faço a cama ao acordar
Já nem choro na vacina
Será o trenó que está sem gasolina?

Pai Natal, Pai Natal, o que é que eu te fiz de mal?

Na escola porto-me bem
Nunca minto a minha mãe
E até já fiz a profissão de fé
Será que erraste a minha chaminé?

Chapa Zero prepara um novo trabalho



A Banda lisboeta Chapa Zero encontra-se a preparar a edição de um novo trabalho, a suceder o álbum Fia-te na Virgem e Não Corras,  cujo lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2019.


Rádio Comercial - Música de Natal - A Verdadeira História de Nicolau

Luís Pucarinho apresenta "SAIARODADA" no Bar A Barraca



LUÍS PUCARINHO 
SAIARODADA AO VIVO NO DIA 13 DEZ | BAR A BARRACA
21h30
 
SAIARODADA tem dez canções originais que contam com os músicos Jéssica Pina no trompete, Afonso Castanheira no contrabaixo e Mário Lopes na Bateria, todos provenientes da escola do Jazz e que transbordam energia e alegria em palco acompanhando as canções que Luís nos oferece brindando celebrações musicais que fundem a canção portuguesa com os ritmos africanos e latinos vestidos de harmonias lusófonas que revelam tendências frescas e não menos abrangentes incluindo como sempre um cunho pessoal na voz. 

Este disco colabora com a  plataforma internacional "In Place of War" cedendo uma parte das receitas  para os direitos da mulher em África
 
Luís Pucarinho - Voz e Guitarra
Mário Lopes - Bateria e Pad
Afonso Castanheira - Contrabaixo
Nuno | Trompete
 
 
Preço dos Bilhetes | 5€
 Largo de Santos 2, 1200-808 Lisboa
 21 396 5360

Marta Fernandes Apresenta "O meu olhar"



"O meu olhar" mostra-nos uma perspectiva pessoal de Marta Fernandes, sobre o fado, o processo criativo e sobre a música em geral.



Rua51 - AINDA DURA


Letra
(Refrão)
Ainda dura
Cada beijo cada abraço
Cada promessa tua
Sinto o frio dessa frase
E a escolha ainda é tua
Então vem não importa
Porque ainda dura

(Zé Nando)

VERSO 1

Mas  ja não vem
Eu ainda fingo que ando bem
Eu vejo te a passar
E eu nem sei se vejo bem
Conversar já convém
Se te afastas eu também
Ela diz : "quanto dás?"
Eu não sei se dou os 100
Eii
E nem sei se quero dar
No palco com a minha gente
Ouço vozes a gritar
Não posso com essa gente
Só nos querem afastar
Eles todos a tua volta
Mas só eu te sei amar

VERSO 2

Então acorda
Acorda desse pesadelo
Não vás embora agora
 Porque  eu
Sempre fuimesmo
Não digas que está na hora
Miúda ainda e muito cedo
E não quero mais conversa
Só puxões pelo cabelo
Eeeee
A gente depois fala o resto
Drama nessa vida
Mas contigo vira resto
Muda essa postura
Não aturo sou honesto
E se ainda tou agora
É sentimento e não um gesto
Para encara
Diz na minha cara
Eu sempre fui sincero
E a ferida nunca Sara
Para encara
De que vale a palavra ?
Se não era para cumprir
Então é de boca calada
Ou de boca tapada
Eu e tu e a almofada
Vens comigo nessa estrada
Seja roto ou seja em Prada
Miúda eu já não penso em nada
Da me um fumo e uma dama
Eu já não tenho haver
Com o karma
Está não é a nossa cama!
(hey!)

Bugz51

VERSO 1

But i keep,  I keeep fighting
shiiiiit we were, we were so tight
I loved every night
I was thinkin´made you my wife
but you pulled out the kniiiiiiiiiife

RUKA

VERSO 1

Ainda dura
E já precisei de ajuda
não me esqueço do teu cheiro
nem das tardes de chuva

Não me esqueço do primeiro
nem do ato da loucura
Não me esqueço , sabes bem
Mas o que é demais censura

Agora a RUA
tornou-se o meu vocativo
Senão fiquei contigo
Apenas foi por um motivo
Eu sei que parar é morrer
e para ti eu já não sirvo
Mas eu só não te dei
Aquilo que eu nunca tive

E sei que tu falas de mim (ey)
Quando não tens argumentos
Agora a vida é mesmo assim (é o quê?
E cada com um seu talento

Eu vou na estrada com os meus G's
E para ti já não há tempo
Não lamento sigo em frente,
E nunca mais vou ser o mesmo porque ...

(Refrão)
Ainda dura
Cada beijo cada abraço
Cada promessa tua
Sinto o frio dessa frase
E a escolha ainda é tua
Então vem não importa
Porque ainda dura

Bugz51

VERSO 2

Shawty i was thinking
make you my wife
but you pulled out the knife
why you left it without fighting (YEAH)

You left me alone in this fight , yeah yeah yeah EIII

Without you i ain´t nobody i don´t lie

i been heated (heated) by the moonlight
but i keep fighting i keep fighting
shiiiit we were so toght , we were so tiiiiight
i loved i loved every niiight
shawty i was thinking make you my wife
but you pulled out the kniiiiife

you left out the fight
you left me alone in this fight
no , no i don´t have the pride
i wanna call you ma wiiiiiiiiiiiiiiife

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Yolanda Soares presenteia-nos com "Fantasia Lírica" no Centro Cultural Olga de Cadaval



Um espetáculo lírico de paixão, romance, amor , encontros e desencontros. É um encantamento e uma provocação. Um enredo a dois. Ele, um cavalheiro. Ela, irreverente, sensual e provocante.Com grande força expressiva e vocal lírica onde a Ópera se funde com a canção ligeira e até com o Fado, numa sensualidade única. Uma fusão de cor vermelha. Latina. A cor do coração. 

Produção : By The Music Produções 
Direção Artistica: Yolanda Soares 
Soprano Yolanda Soares 
Tenor Tiago Sepulveda


Diogo Piçarra - Medley Linkin Park




“Medley Linkin Park” [Crawling/Numb/In The End] (Ao Vivo No Coliseu Dos Recreios)
Letra e Música: Brad Delson, Chester Bennington, Joseph Hahn, Mike Shinoda, Robert Bourdon
Diogo Piçarra: Voz, Piano

Festival Laurus Nobilis 2019 quase completo!



Festival Laurus Nobilis Music apresenta o seu cartaz para 2019 quase na íntegra antes do fim do ano.

Após a quarta edição que superou todas as expectativas o Laurus Nobilis Music Famalicão (LNMF) continua de vento em poupa apostando em sonoridades mais intensas. Antes do final do corrente ano, a organização apresenta quase na íntegra o cartaz para a edição de 2019, ficando a faltar apresentar somente um Headliner que será dado a conhecer a 15 de Janeiro.
Para celebrar a quinta edição, o LNMF aposta numa maior internacionalização do cartaz, mas como é apanágio do festival, continuará a ter uma sólida frota de projectos nacionais que muito honram o Heavy Metal nacional.

Comecemos pelos nomes internacionais, na edição de 2019 estarão no LNMFoito bandas internacionais, destacando-se desde logo na cabeça do cartaz os Suecos Hypocrisy que se encontram neste momento de regresso aos palcos a percorrer todo mundo e Portugal não ficará de parte. Continuam cada vez mais a ser uma forte referencia no Death Metal a nível mundial. Curiosamente é a segunda vez que vêm a Famalicão. A primeira foi há mais de 25 anos no já “falecido” Cine Teatro Augusto Correia. De certeza que será um concerto memorável pois o nome de Famalicão já não lhes é estranho.
Após inúmeros pedidos pelos seguidores do LNMF para próximos nomes do festival, foi possível requisitar um dos nomes mais aclamados. Os Italianos Fleshgod Apocalypse que directamente de Roma ocuparão o seu justo lugar de Headliner na próxima edição do festival. Após diversas alterações no lineup a curiosidade da actual estrutura da banda é imensa e é sabido que o talentoso e músico de referência Francesco Paoli não deixará nada ao acaso. De momento este mediático talento está encarregado das gravações de bateria, guitarra e voz do novo álbum que irá ser lançado em 2019 e será oficialmente e exclusivamente apresentado em Portugal no Laurus Nobilis.

Soilwork também reforçarão o cartaz do LNMF. Os suecos vêm em data única a Portugal mais concretamente ao Laurus para apresentar o seu novo álbum “Verklighte” que será lançado em Janeiro de 2019. Os veteranos Crematoryda Alemanha senhores do Gothic Metal apesar de terem uma carreira de quase 30 anos vão estrear-se em pela primeira vez em Portugal. Vão trazer o mais recente álbum "Oblivion" lançado no mês de Abril do presente ano, mas de certeza que será um concerto que irá percorrer um pouco de toda a carreira da banda. Entombed AD já é um nome que não é nada estranho em Portugal, desde Barroselas, Moita, Porto e até mesmo Loulé chegou a vez destes senhores do Death Metal Sueco voltarem a Portugal e desta vez será no Louro, Famalicão. Contradiction vão fazer o seu sexto espectáculo em Portugal mas este regresso não será apenas mais uma data. A banda de Thrash Metal alemã vem directamente a Famalicão para celebrar com os fans portugueses os seus 30 anos de carreira.
Claro que o LNMF não poderá deixar de ter pelo menos uma banda dos nuestros hermanos. Nesta edição de 2019 serão os Soldier a banda de Thrash Metal de Oviedo, Espanha que de certeza irá satisfazer os muitos Galegos que todos os anos visitam o Laurus Nobilis Music.

Ao nível nacional, Sinistro é sem dúvida um dos nomes que mais tem crescido a nível mundial, após terem percorrido diversos festivais de referência a nível europeu / mundial e inclusive uma tourné europeia com Amorphis. A banda encontra-se ainda na fase promocional do seu mais recente trabalho "Sangue Cássia" e será apresentado na próxima edição festival. O LNMF também vê no Punk Rock uma das suas vertentes, e em 2019 serão os Peste & Sida os representantes deste movimento. Com uma carreira activa desde 1986 e uma discografia de 7 álbuns, teremos o prazer de ter um espectáculo que percorrerá estes mais de 30 anos de historia da icónica banda nacional. O quarteto de Lisboa Analepsy tem crescido rapidamente e é já uma referência mundial no Brutal Death Metal Slam. Após diversos shows nos festivais da especialidade na promoção do seu mais recente álbum "Atrocities From Beyond" e o recente lançamento "The Kraanialepsy Split" chega a vez de estrear esta brutalidade na próxima edição do Laurus Nobilis. Sollar é o projecto mais recente da próxima edição do LNMF, mas apenas como colectivo. Este projecto residente do Porto é formado por uma elite de músicos muito bem referenciados no panorama nacional. Com músicos de The Godiva, Sullen, ex-membros de Oblique Rain, Blame Zeus e até mesmo Heavenwood. Este colectivo veio para ficar e apresenta-nos em primeira mão o seu álbum de estreia que será apresentado no inicio do próximo ano e o LNMF terá o exclusivo dos festivais de verão em 2019. Fundada em 1991 e são o maior nome do Crust nacional, Simbiose. A caminho dos 30 anos de carreira e com várias edições discográficas, são conhecidos por trazerem o caos à plateia. Um concerto apocalíptico que não passarão despercebido na próxima edição do festival.

Como sempre o Laurus Nobilis terá um leque luxuoso de nomes nacionais que tornarão a próxima edição ainda mais especial. Falamos de Miss Lava, Gwydion, Primal Attack, Tales For The Unspoken, Lyfordeath, Grimlet, Second Lash, Toxikull, Wrath Sins, Wako, Hochiminh ou Humanart.Garantem a versatilidade necessária para agradar a gregos e troianos.

Os bilhetes para o LNMF 2019 podem ser adquiridos em www.laurusnobilis.ptou nos lugares habituais, e têm o valor de 60€ (passe geral) e 30€ o bilhete diário (este só estará disponível um mês antes do festival). Exclusivamente a organização disponibiliza o passe geral a 40€ (oferta limitada).
Até 31 de Dezembro, está disponível um Pacote de Natal do Laurus, (1-Passe Geral, 1-Bag, 1-Pin, 1-T Shirt oficial do LNMF 2019, 1–Sticker, 1-Patch, 1-Postcard, 1-Magnet Sticker). Este pacote pode ser adquirido no site do festival www.laurusnobilis.pt, como informações mais detalhadas do mesmo.

Em meados de Fevereiro através de uma conferência de imprensa, a organização do LNMF irá detalhar todas as informações para o festival que se realiza no final de Julho. Os dias e horários em que as bandas vão tocar, os parceiros do festival, as normas para o campismo e outras informações que serão de utilidade máxima para quem vier visitar o Laurus Nobilis Music Famalicão 2019.

SÓ FALTAS TU!!!!!

KAPPA JOTTA - TRIBO


Letra

[Verso 1]:
Quando ligarem de anónimo pergunta é quem
Ameaças em código não assustam ninguém, (uuuhh)
Que eu vim da merda , a minha vida é guerra
Mentalidade é terra-a-terra Amén
Somos todos tapados pela mesma terra
Olha que o ferro emperra tu limpa-o bem
Rua emprega muitas famílias, vivem na prega
Com contas certas não se reduz a meio
(Pra pra pra pra) ‘pra matar todos
Caminho sozinho, outro tipo de tribo
Vim buscar tudo e elevo o lucro aos poucos
Cão que não morde não se atiça
Soltei o álbum soltaram os cães
Se não é teu não cobiça, fome aqui castiga
Boy na zona há lobos
Ninguém vos convida e avisa a tua querida
Que nenhum dos meus homies lhe vai dar flores
Todos querem dinheiro limpo ‘clean
Doentio como qualquer senhorio a extorquir o inquilino
Todos querem viver o king dream
Puto a fechar sacos do quarto ‘pó parque
Sem saber o que eram gambuzinos
Falam-se vários dialetos
Textos sem legendas não são traduzidos
Marcas no corpo são egos
Nem sempre os certos são os arguidos
No beat navego, é alma que entrego
Traumas que carrego ao nosso senhor
Meu caminho é divino, vivo noutro mundo
Onde caminho sem fio condutor
Desço ao precipício, voltando ao início
Vivência e vicio só faz sentir dor
Vi que tudo é possível, fazer o impossível
Subir o nível e ver que sonhos podem ter cor

[Refrão]:
Good fellas good music
Somos outro tipo de tribo
Somos outro tipo de tribo
Somos outro tipo de tribo
[Verso 2]:
São muitos os tropas que passam e vão
Contas pelos dedos quantos tropas ficam
A medida que sobes muitos se revelam
Amigos e inimigos se multiplicam
Se vocês vão para o topo vou noutra direção
Meu caminho é outro não se identificam
Sucesso e money tanto faz comichão
A quem tem e a quem não tem e acham que mereciam
Vivemos na corda-bamba um passo em falso na batota
Eles limpam-te o pitéu e a renda em grana
Lágrimas que a vista sangra, miopia e estigmatismo
De tanto ver de perto a cor da lama
Se o passado foram traumas e dramas
Para muitos o futuro era funeral ou cana
Para ter uns grif’s eram fatias e gramas
Presente da cabeça aos pisos com Reebok e Bana
Palmadinhas nas costas
Quando na verdade falavam mal nas minhas costas
E agora é só sorrisos
Editoras lançam propostas, contratos e notas
Tantas fofocas, quando na verdade notas
Que eu cheguei cá sozinho
Da rua para o estúdio trancado, zona no mapa
Ligação é kappa, saúde e paca para manter os sonhos vivos
Que ainda há tropas no bairro em casas com ratos e baratas
São quartas meias e placas que os vão tirando do prejuízo
Fruta podre cai sozinha
Aqui não há vacina por mais que a tua árvore dê frutos
Ninguém está a ver o que se avizinha
A minha tribo é calminha, mas ainda te põe a par dos movs
Comemos o que havia, inteligência sequência para evitar abusos
Cada um na sua via, viemos do meio das galinhas
Fumos e cinzas, criados com abutres
Em casa família é quartel, general é papel
De quem não teve um pai e agora cria
A sua sua cria, mas complica ser um exemplo de pai
Sem ter sido um exemplo de vida
A minha dica é não chamar à atenção
Vocês têm falta de atenção, nunca sentiram a tensão em cima
Demónios em evocação, ligação é mais que um álbum
É a minha alma numa narrativa!
[Refrão]:
Good fellas good music
Somos outro tipo de tribo
Somos outro tipo de tribo
Somos outro tipo de tribo

Letra e interpretação - Kappa Jotta

Linda Martini no Bang Venue em Torres Vedras




Dia 14 de dezembro recebemos Linda Martini | 22h30


Antes do ano terminar, os Linda Martini voltam aos clubes para partilharem a sua música cara a cara, sem filtros nem distracções. A Tour Agora Escolha irá percorrer o país de 5 a 20 de Dezembro e desta vez o público tem uma palavra a dizer. Ao acederem à plataforma Agora Escolha, alojada no site da banda, podem construir a vossa setlist de sonho com todas as músicas que querem ouvir nos concertos. Dos clássicos às raridades, as músicas mais escolhidas serão tocadas ao vivo, algumas delas pela primeira vez. Agora Escolha : https://www.lindamartini.net/agoraescolha
E como prenda de Natal, a noite continua com Dj A boy named Sue.



Bilhetes disponíveis em https://goo.gl/8iU7TE

Pedro Gonçalves ft. David Carreira - Beija-me


Letra

Chego-me à frente e tu vais p'ra trás  
Tento mostrar quem sou 
Que o mundo mudou 
Que tu vais e eu quero mais 

Não dá sem ti 
Tento enganar 
Mas quero-te aqui 
Olha p’ra ti 
Não sou assim 
Talvez esteja louco 


Mas onde quer que eu vá 
Vejo-te, estou a enlouquecer 
Onde quer que vá 
Bebo mais, tento-te esquecer 

E o teu perfume está no ar 
Não sei mais o que fazer 
Não dá sem ti 
Olha p’ra ti, yeah 


Beija-me como se fosse hoje 
A nossa última vez 
Última noite em que voltas 
P’ra mim 

O nosso amor era louco 
Pouco, p’ra ti, diz-me porquê 
Custa ver-te ao longe 
A sorrir, sem mim 

O nosso amor era louco, louco ohhh 


Agora sei não fui eu que errei 
Ehhhh 
Ontem era o teu mundo 
Mas mudou num segundo 
Hoje acordas noutros lençóis 

Mas eu penso em ti 
Nas noites que tu 
Não estás aqui 
Hoje é o fim 
O que será de mim 
Se não estou contigo? 


Mas onde quer que eu vá 
Vejo-te, estou a enlouquecer 
Onde quer que vá 
Bebo mais, tento-te esquecer 

E o teu perfume está no ar 
Não sei mais o que fazer 
Não dá sem ti 
Olha p’ra ti, yeah 


Beija-me como se fosse hoje 
A nossa última vez 
Última noite em que voltas 
P’ra mim 

O nosso amor era louco 
Pouco, p’ra ti, diz-me porquê 
Custa ver-te ao longe 
A sorrir, sem mim 

O nosso amor era louco, louco ohhh 


Mas onde quer que eu vá 
(Onde quer que eu vá) 
Onde quer que eu vá 
Bebo mais, tento-te esquecer 

E o teu perfume está no ar 
(O teu perfume está no ar) 
Olha p’ra ti 
Não sou assim, yeah 


Beija-me como se fosse hoje 
A nossa última vez 
Última noite em que voltas 
P’ra mim 

O nosso amor era louco 
Pouco, p’ra ti, diz-me porquê 
Custa ver-te ao longe 
A sorrir, sem mim 


O nosso amor era louco, louco ohhh 

Letra e composição: Pedro Gonçalves, David Carreira, Tyoz, Nuno Junqueira

Wine Album - RUA DAS PRETAS


Wine Album - RUA DAS PRETAS - lança curta-metragem e anuncia novas datas de concertos no Porto, Lisboa e Londres
Após o lançamento do Wine Album, em Lisboa, Paris e Berlim, eis a curta-metragem deste projecto ímpar. A curta metragem de 5 minutos foi filmado entre Nova Iorque, Rio De Janeiro, Lisboa  e Douro e tem realização de Pierre Aderne e Carlos Mendes Pereira. 

Está tudo aqui: 
Link EPK Wine Album - Rua das Pretas

As novas datas de concertos já previstos são 7 de dezembro, no Porto (Caves da Poças, em Gaia), 8, 15 e 22 de Dezembro, em Lisboa (Largo do Príncipe Real, nº 18
e 17, em Londres. 

Mayra Andrade - Manga


Letra

domingo, 9 de dezembro de 2018

Festival Laurus Nobilis vai passar o Natal ao Porto



Laurus Nobilis vai passar o Natal ao Porto
 
Através de comunicado de impressa a Associação Ecos Culturais do Louro (AECL) entidade que organiza o festival de verão Laurus Nobilis Music Famalicão (LNMF) comunica que nos próximos dias 14 e 15 de Dezembro o Laurus Nobilis irá deslocar-se ao Porto, mais propriamente ao mítico Hard Club.

Será o LAURUS XMAS SPECIAL – A HELL OF A XMAS, um “mini” festival de dois dias que servirá de promoção ao Laurus Nobilis 2019, como também para os seguidores, “a família” do Laurus partilhar a harmonia que esta época natalícia proporciona.
O Cartaz será dividido em três bandas por dia, só conta com bandas nacionais e que já pisaram os palcos do Laurus em edições anteriores.

Para o dia 14 os Bizarra Locomotiva são os cabeças de cartaz (banda que atuou na segunda edição do festival) e que dispensa apresentações, serão acompanhados pelos Revolution Within a banda de Aveiro que soube a pouco na última edição do Laurus, de Sintra vêm os Legacy of Cynthia mais um nome que quando passou pelo Laurus e deixou saudades.

Para o dia 15 o nome forte são os Tarantula que nesta ultima edição do festival foram simplesmente avassaladores, aliás desta já mítica banda de Heavy Metal não se espera outra coisa, subirão também nessa noite ao palco de Passos de Ferreira  os In Vein, que também já dispensam apresentações dado a força dos seus concertos, para o Porto também seguem os Famalicenses Final Mercy  banda que para o Laurus já não é estranha, é da casa.

Os bilhetes já se encontram disponíveis em  www.laurusnobilis.pt  como nos lugares habituais (Fnac, Worten, CTT...)  podem também  ser adquiridos na bilheteira do  Hard Club, na Bunker Store, ou na Piranha Música, têm o preço de 15€ por dia alertamos para as limitações da sala pois só tem 300 lugares.

Maria João - ONDAS NA PRAIA



Letra

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

Maria João - Agenda de Dezembro



Maria João vai participar no álbum do projecto "Agora Muda Tudo" de Nuno Côrte-Real cujo apresentação está prevista para Março de 2019 na Culturgest.

"Agora Muda Tudo" é um novo ciclo de canções premiado pela SPA, situando-se esteticamente entre a música contemporânea, o jazz e o popular. Interpretadas pela voz ímpar de Maria João, que oferecerá às canções contornos selvagens de improvisação. Os versos são da autoria do premiado escritor português José Luís Peixoto.


DEZEMBRO


06 Dez 21h00 - part. em Mutrama (Música Tradicional Madeirense) @ Sala das Aias, Pestana Cidadela de Cascais


07 Dez 21h30 - Budda Power Blues e Maria João @ Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré


28 Dez 21h00 - Maria João e João Farinha @ Unterfahrt Jazzclub, Munique, Alemanha


29 Dez 21h00 - Maria João e João Farinha @ Quasimodo, Berlim, Alemanha


31 Dez 22h30 - Maria João | OGRE (electric trio) @ Passagem de Ano, Fábrica Braço de Prata, Lisboa

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Os Quatro e Meia - Adeus, Menino Do Barco Negro



Letra



Adeus, Que Me Vou Embora
Letra e Música: António Variações


Jorge Courela lança o álbum "O Circo do Unicórnio” em formato digital


Jorge Courela lança o álbum "O Circo do Unicórnio” em formato digital a 14 de Dezembro



Um autêntico carrossel. Nele giram flores de mentol, girassóis de baunilha, elefantes equilibristas, girafas trapezistas, um oráculo, aranhiços medonhos, o amor absoluto convertido numa árvore, seres que comem nuvens, fazem camas de estrelas e da noite escura um lençol — isso e muito, muito mais.

Há uma obra dentro da obra — obra acerca da qual avô e neta vão falando deliciados. Cada imagem, cada criatura é um convite a inúmeras interpretações, um estímulo à imaginação, um acordar de partes adormecidas. Paira pelo musical o espectro da pergunta: Quem é o Unicórnio? O autor não dá, felizmente, uma resposta fechada — sugere, instiga, baralha. Será o autor o Unicórnio?, pergunta a si próprio Jorge Courela sem responder. «Há alguém que saiba o meu verdadeiro nome?»


Como todas as grandes obras, também esta tem muito mais perguntas do que respostas. Como todas as grandes obras, o mais importante são as palavras que estão sem estarem, os silêncios prenhes de música. E quanto mais vezes as escutamos, mais significados e perguntas se desprendem de recantos recônditos da mente. Este musical foi concebido com a estrutura daquelas bonecas russas — as matrioscas —, em que quando abrimos uma, surge outra e, dentro dessa, outra ainda, e assim sucessivamente. No caso deste musical, creio que nunca chegaremos à última. (Texto de Manuel Monteiro).

HMB e Rui Veloso cantam "Todo o Tempo do Mundo"


Letra

Podes vir a qualquer hora
Cá estarei para te ouvir
O que tenho para fazer
Posso fazer a seguir

Podes vir quando quiseres
Já fui onde tinha de ir
Resolvi os compromissos
agora só te quero ouvir

Podes-me interromper
e contar a tua história
Do dia que aconteceu
A tua pequena glória
O teu pequeno troféu

Todo o tempo do mundo
para ti tenho todo o tempo do mundo
Todo o tempo do mundo

Houve um tempo em que julguei
Que o valor do que fazia
Era tal que se eu parasse
o mundo à volta ruía

E tu vinhas e falavas
falavas e eu não ouvia
E depois já nem falavas
E eu já mal te conhecia

Agora em tudo o que faço
O tempo é tão relativo
Podes vir por um abraço
Podes vir sem ter motivo
Tens em mim o teu espaço

Todo o tempo do mundo
para ti tenho todo o tempo do mundo
Todo o tempo do mundo

The Van Allen Belt (USA) + Gee-Aitch + Grand Sun no Bang Venue



Sábado | 8 de dezembro | 22:00 | Bang Venue | Torres Vedras
The Van Allen Belt (USA) + Gee-Aitch Grand Sun juntos na mesma noite na Bang Venue!



THE VAN ALLEN BELT (USA)
Van Allen Belt é o projecto pop do multi-instrumentista e compositor Benjamin Ferris. Formada em 2008, a banda está mergulhada numa nostalgia lírica. Ao vivo o trio apresenta uma performance totalmente eletrónica. Na bateria eletrónica e projeção de vídeo, Scott Taylor oferece a atmosfera e cenário perfeitos para o trabalho de sintetizador melódico, polirrítmico e orquestral de Benjamin Ferris. A unir todos os elementos está a presença poderosa e evocativa de Tamar Kamin, construindo harmonias exuberantes junto com as melodias.


GEE-AITCH
GEE-AITCH é o projecto do músico portuense José Gentil-Homem. Em 2016 em parceria com Ricardo Silva Veloso (r s v, neutrino, Zurich Dada) criou o projecto Gentle e desta parceria resultou o EP “I.A.N.D.” Agora estreia-se a solo - GEE-AITCH - com o seu primeiro disco, “Left-hand page”, uma mescla de lo-fi e electrónica que desafia os limites do experimentalismo. “Before My Win” foi o primeiro single retirado do trabalho de estreia de GEEAITCH.


GRAND SUN
Após lançarem um single pela Xita Records (Apolo, 2016) partilham palcos e copos com os amigos novos e os de sempre. O quarteto edita o novo EP "The Plastic People of The Universe" no dia 28 de Setembro, que vai contar com a promoção de Raquel Lains.



| BILHETES |
» pré-venda : 7€ 
» à porta / no dia: 10€
info@bang-venue.com

Magia do Natal


Letra

São 6 da manhã, Acabei de acordar
Sinto que hoje é o dia, Que o amor vai-nos tocar
É tão certo que eu vou deixar-me levar
Em direção ao que mais falta faz
Beijos e abraços é o que mais quero receber
Junta os pedaços e faz de mim um novo ser

Magia do Natal chegou
Para despertar o melhor de nós
Partilha todo o teu amor
Com aqueles que se sentem sós
[x2]

É tão certo que eu vou deixar-me levar
Em direção ao que mais falta faz
Beijos e abraços é o que mais quero receber
Junta os pedaços e faz de mim um novo ser

Magia do Natal chegou
Para despertar o melhor de nós
Partilha todo o teu amor
Com aqueles que se sentem sós
[x3]

CONVIDADOS ESPECIAIS: José Figueiras, Calema, Anselmo Ralph, Anjos, Nelson Freitas, Djodje, Bárbara Bandeira, Maria Emília, Soraia Ramos, Kataleya, Kazzio, Valter Guia e Bianca Barros