quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Zara G - ESTUDASSES


Letra


[Intro]
Una puta
Puede decidir
Dejar de ser una puta
Passa o isqueiro
Un hijo de puta
Vaya a ser siempre un hijo de puta
Quê?
Passa o isqueiro
Se, se tu quieres buena fama
No tiene esso
Tiene sólo en la cama
Trabaja, hijo
Eh, bandolero

[Verso 1]
Eu lembro-me de quando me chamavas de Lizandro
P'ra quem não sabe: sim, esse é o meu nome
Mas com o passar dos anos já nem somos mais os manos
Memo assim nunca te deixei alone
Vieram-me contar que tu andavas a falar mal quando eu 'tava longe e quando eu vi que era verdade eu fiquei parvo
Eu tive que pensar naquele dia que tu 'tavas com uma guita que nem dava p'ra comida mas eu dava uns trocos
Agora podias 'tar comigo nesses hotéis e c'o teu bolso cheio de notas e porcas à porta à espera que tu chegues
A mim não m'importa se o people à volta não gosta
Safoda porque também já não m'importa saber quem é o brother que segues

Mas ele 'tá-te a pôr na merda
Só vais dar mais problemas à tua momma
Mas a escolha é tua, mano
Eu não vou t'ouvir se quiseres me pedir desculpa, não

[Refrão]
Tudo o q'eu tinha e tenho eu ia partilhar contigo
Escrevia letras a contar tudo o que nós fazíamos
Quando fugiste de casa pus-te no meu cubico
Mas agora falas mal nas costas, por isso 

Eu já não vou 'tar aqui
Quando tu precisares
Não vou pensar em ti
Nas horas de festejar

Eu não vou 'tar aqui
Quando tu precisares
Não vou pensar em ti
Nas horas de festejar

[Verso 2]
Hey
Pela primeira vez eu senti que 'tava a ficar apaixonado
Mas eu só vi que não dava p'a 'tar contigo depois de passar um ano
Esquecer os nossos planos
Esquecer os nossos planos

Onde é que 'tão essas amigas
Que te disseram q'eu sou player?
Elas metem conversa no Insta
Umas até 'tiveram aqui, mas

Voltando ao assunto
Ouvi dizer que 'tavas-me a querer e consta
Também rasgaste todas as nossas fotos
Teu novo namorado já te foi cortes

Perguntas porqu'é q'eu já não te respondo
Mas essas perguntas deixa p'ra depois
Não acreditavas q'eu 'tava no estúdio
É engraçado eu agora também 'tou focado

'Tou a preparar o meu show
Tuas amigas vão cantar os meus sons
Sou insensível mas não quero que chores
Eu ponho muita coisa à frente de shawties

Eu quero pôr a cota numa mansão
Criar uma conta só p'rá minha irmã
Eu posso não 'tar cá quando ela for grande
Na terra, no céu eu vou 'tar sempre olhando

Baby
Quando me lembro do teu corpo ainda sinto saudades
Mas acho que não vou sentir a mema sensação d'antes

[Refrão]
Tudo o q'eu tinha e tenho eu ia partilhar contigo
Escrevia letras a contar tudo o que nós fazíamos
Quando fugiste de casa pus-te no meu cubico
Mas agora falas mal nas costas, por isso 

Eu já não vou 'tar aqui
Quando tu precisares
Não vou pensar em ti
Nas horas de festejar

Eu não vou 'tar aqui
Quando tu precisares
Não vou pensar em ti

Letra ESCRITA PELO Antonio Marques

Xerife - Só Tu e Eu


Letra

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

André M. Santos, é o novo compositor residente da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO).



O músico e compositor André M. Santos, que recentemente editou o seu disco a solo "Sete", é o novo compositor residente da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO).

No dia 27 De Outubro a sua "Sonata da Desumanização" foi eleita pela audiência como a melhor peça no concerto de "Nova Música" promovido pelas Câmaras Municipais de Cascais e Oeiras. Como resultado deste prémio, André M. Santos será em 2019 o compositor residente da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO), que irá apresentar três peças escritas por ele em salas de concerto nesses dois concelhos.

Também em 2019 será apresentado um concerto com dez peças de André M. Santos interpretado pela Orquestra Chinesa de Macau na comemoração dos trinta anos da Orquestra, em Macau. Este concerto inclui a peça "Pádua" - que o compositor escreveu para guitarra, baile e orquestra chinesa e é dedicada à sua filha -, em que subirá ao palco como guitarrista solista, ao lado da sua mulher Marta Chasqueira (bailarina de flamenco).

Salvador Sobral - Ela Disse-me Assim


Letra

Ela disse-me assim
Tenha pena de mim, vá embora
Vais me prejudicar
Ele pode chegar, está na hora

E eu não tinha motivo nenhum
Para me recusar
Mas aos beijos caí em seus braços
E pedi para ficar

Sabe o que se passou?
Ele nos encontrou, e agora?
Ela sofre somente porque
Foi fazer o que eu quis

E o remorso está me torturando
Por ter feito a loucura que fiz
Por um simples prazer
Fui fazer meu amor infeliz

Não encontrei os créditos desta música

Maria João - Agenda Novembro 2018



NOVEMBRO

08 Nov - Maria João & Mário Laginha @ Doha, Qatar  
 
15 Nov / 22h00 - Budda Power Blues & Maria João @ Teatro Académico Gil Vicente, Coimbra
 

Xerife - Grito



Letra

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

terça-feira, 30 de outubro de 2018

XERIFE - Novo EP Grito já disponível nas plataformas digitais



O novo EP de Xerife, que inclui o single “Só Tu e Eu”, já está disponível para compra e streaming nas várias plataformas digitais. 

“Grito” é nome deste novo trabalho que conta com novos cinco temas, um dos quais inspirado num poema de Carlos Feio e que deu também o mote para o nome do EP. Com novo artwork do tatuador Pitta Nilton, a capa deste novo EP segue a linha anterior do imaginário dos livros e da banda desenhada. “Grito” traz-nos novamente uma grande multiplicidade musical, onde estão mais presentes as influências de blues e de rock. “Grito” fala-nos de histórias de amor, da partilha, da dor entranhada, do arrependimento. 

Os Xerife preparam-se para apontar as suas novas armas. Dois anos depois de Histórias, surge Grito, um novo conjunto de cinco temas, em mais um EP, naquele que é já o terceiro da banda. Grito surge mesmo como o grito do Ipiranga, um grito de autonomia e identidade. E um Grito que tem uma sequência lógica em relação a Histórias. A voz de Laura Macedo é pujante, grave e tranquila e por trás dela deambulam uma série de instrumentistas que conseguem conferir a cada tema uma identidade caraterística própria. De coros ao Hammond, passando por delicadas texturas de piano, pela eletrónica dançável ou por uma abordagem mais pop, os Xerife construíram mais um conjunto de canções que serão referência no rock nacional.


Filipa Sousa - "Há Lá Coisa Bem Melhor"





Letra 



HÁ LÁ COISA BEM MELHOR

Há lá coisa bem melhor? Pois há!
Do que teres muito dinheiro
Mas coisa melhor não há, pois não,
Do que seres bom companheiro!

Há lá coisa bem melhor? Pois há!
Do que seres um homem rico
Mas coisa melhor não há, pois não,
Do que seres rico e bonito!

E deixa falar,
Quem diz que é feliz numa cabana…
Vamos namorar
Com vistas p’ra Paris toda a semana.

Por paixão eu acredito
Que o amor aconteceu
Não é mal gostar de um rico
Pois p’ra pobre basto eu.

E a fonte dos desejos
Levitou na nossa mão
Deu-me prendas, dei-lhe beijos,
E também meu coração!

Letra: Paulo Abreu Lima Música: Valter Rolo

"Há lá coisa bem melhor" é single de estreia de Filipa Sousa



Após 18 anos a pisar palcos, dando voz a diversos projectos desde o fado ao pop/rock e de ter representado Portugal no Festival da Eurovisão em Baku em 2012 com a canção “Vida Minha”, chegou a vez de Filipa Sousa se apresentar pela primeira vez com um álbum a solo.

“Acreditar” é um disco que aborda o fado com uma forte influência pop, fazendo-nos viajar entre diversas sonoridades e será editado em Janeiro do próximo ano.
Até lá ficamos com “Há lá coisa bem melhor”, o primeiro single deste CD, com letra de Paulo Abreu Lima e música de Valter Rolo.

Com um quanto baste de humor e uma dose grande de amor, "Há lá coisa bem melhor" junta os ingredientes de um amor rico a um rico amor.


Luisa Sobral - O Melhor Presente


Letra

Vais receber o melhor presente
que o saibas estimar e querê-lo pra sempre
que o saibas cuidar
tudo ensinar
que o saibas amar

Vais receber um melhor amigo
que vai partilhar a vida toda contigo
os irmãos mais velhos são
os heróis do batalhão
da nova geração

E no meu colo sempre haverá espaço pra dois
que o colo de uma mãe aumenta quando chega alguém
por mais que ainda não entendas posso prometer
que este é o melhor presente que irás receber

Vão discutir, não vais ter paciência
vais exigir a tua independência
tudo isso é normal
fica sempre igual
não te vou mentir

Vão discutir quem tem o comando
o lugar do carro, quem toma banho primeiro
mas uma coisa eu sei
não vai haver ninguém
que te conheça tão bem

E no meu colo sempre haverá espaço pra dois
que o colo de uma mãe aumenta quando chega alguém
por mais que ainda não entendas posso prometer
que este é o melhor presente que irás receber


“O Melhor Presente”

Letra e Música: Luísa Sobral
Produção e Arranjos: Raül Refree

APRESENTAÇÃO DO DISCO DE MIGUEL XAVIER


APRESENTAÇÃO DO DISCO DE MIGUEL XAVIER
26 NOV | TEATRO VILLARET | 21H30
05 DEZ | MUSEU DO FADO | 19H00


Miguel Xavier licença para cantar

Dizem-me que, de muito pequenino, se esticava na cama ao lado da avó, um transístor sintonizado para uma rádio fado, pousado entre os dois. O Miguel Xavier aprendia, literalmente, todos os fados.

Quando o Miguel Amaral me levou a ouvi-lo, ele teria 19 anos. Fiquei tão siderado como quando ouvi o Camané então mais ou menos da mesma idade. Haverá quem “nasça para o fado” ou quem por lá viva, apanhando-lhe jeitos e tiques, mas o que reacende a identificação de uma voz que só pode e só deve ser do Fado é aquela flexibilidade melódica e aquele pouco de ar que mal se sente no som, mas que marca a diferença entre os melismas do Fado, seus estilos e variações, e os do Cante Flamenco, por exemplo. Muito boas vozes não conseguem nunca produzir a diferença que este som tem.
Miguel Xavier canta quase hirto, hierático, concentrado, sem gestos nem jeitos nem sinais de legitimação marialva, bairrista ou fadisteira. É apenas um músico integral. Nem fusões, nem infusões, nem vícios. Canta maravilhosamente e está só, por dentro daquilo que canta. Basta comparar o trecho de Alexandre O’Neill / Filipe Teixeira (produzido na melhor tradição daquele fado que Amália literou e revolucionou) com o clássico “Velhinho Fado Menor” (com versos da discreta Maria Manuel Cid) para confirmar o seu profundo conhecimento e autenticidade. São coisas que fazem do Fado a sina de alguns. São esses os poucos que cantem o que cantem, cantam sempre de algum modo Fado, ou que quando cantam Fado o exponenciam e elevam.

À volta de Miguel Xavier está uma espécie de “família” mais ou menos local que, sob a liderança de Miguel Amaral, se desdobra em escritores de fados de primeira água: Mário Laginha, Luís Figueiredo, Filipe Teixeira, André Teixeira e Marco Oliveira por exemplo. É isso que ajuda a fazer do disco de MX um dos mais belos discos de Fado dos últimos tempos.

A criança, nas suas sestas com a avó, nunca sonhou ter uma missão. Cresceu apenas para aquele lugar suave e ético que é a Arte.


Ricardo Pais



MIGUEL XAVIER | EDIÇÃO 02 NOV


1 - Soneto Inglês - Alexandre O’Neil/Filipe Teixeira
2 - Disse-te Adeus - Manuela de Freitas/Raul Pinto ( Fado Raúl Pinto )
3 - O Tejo Corre no Tejo - Alexandre O’Neil/Carlos Teixeira
4 - Graças de Lisboa - António Vilar da Costa/Mário Laginha)
5 - Fadista Louco - Domingos Gonçalves da Costa/Popular ( Fado Corrido )
6 - Fui de Viela em Viela - Guilherme Pereira da Rosa/Alfredo Marceneiro(Fado Cravo)
7 - Mouraria Mouraria - Armando da Costa dos Santos/Júlio Proença
8 - Nenhum de Nós - Marco Oliveira/Miguel Amaral (Fado Alexandrino do Amaral)
9 - Não Voltes - Maximiano de Sousa ( Max)/Renato Varela ( Fado Varela )
10 - Um Fado Vivido - Manuela de Freitas/Miguel Amaral ( Fado Amaral em Quintilhas )
11 - Amor e Saudade - António Torre da Guia/André Teixeira ( Fado Torre )
12 - Na Distância dos Teus Passos - Marla Amastor/Miguel Amaral ( Fado Xavier )
13 - Braços Erguidos - António Campos/António Chainho
14 - Um Carnaval - Alexandre O’Neil/Luís Figueiredo
15 - Velhinho Fado Menor - Maria Manuel Cid/Popular ( Fado Menor )


Voz - Miguel Xavier
Guitarra Portuguesa - Miguel Amaral
Viola de Fado - André Teixeira
Contrabaixo - Filipe Teixeira
Captação, Mistura e Masterização - Mário Pereira
Produção e Direcção Musical - Miguel Amaral

Miguel Xavier - Amor e Saudade


Letra

Não encontrei a letra desta música

Letra de António Torre da Guia e música de André Teixeira,

AbztraQt Sir Q + Omodo @ Plano B, Porto


09.11.2018 7€



Eis os AbztraQt Sir Q, músicos com uma liberdade criativa a que se deixam subjugar. De lírica concreta, polilinguismo e música do mundo em sentido lato, contracultura que desobedece às leis da apatia. Em cada som um acto de nutrimento. O caos organiza-se antes de se mostrar: ritmo, métrica, timbre em permanente associação. Bateria, baixo, guitarra, voz e brinquedos, porque a música também deve ser lúdica. A ousadia do vigor que agita. Rock’n’roll, enquanto fusão afro-europeia em território índio. Orientalismo, recuos nórdicos, música de intervenção de atitude disforme. Fazer o que apetece, mas que deve ser feito. O complexo talvez não possa ser tratado de maneira simples, a estrutura convencional pertencerá à ordem, quebrando-se quando a isso as mentes absorventes se impelem.

Formaram-se em meados de 2005 e na Primavera do ano seguinte lançaram o EP/Demo Xing Palace Place que disponibilizaram para download gratuito na sua página do Myspace. Em 2007 fizeram uma digressão pelo Reino Unido e gravaram o seu primeiro ábum. Qorn Pop Garden, editado em Novembro de 2008 pela Meifumado Fonogramas. O álbum foi produzido por Zé Nando Pimenta e contou com a participação de João Peste (Pop Dell' Arte) no tema Sorry O. Em Maio de 2008 integraram a comitiva portuguesa na Bienal dos Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo que se realizou em Bari, Itália.

Em 2009 gravaram o segundo álbum, Extimolotion, novamente com Zé Nando Pimenta. Extimolotion foi editado pela Meifumado em Maio de 2010. Nesse mesmo mês foi também editada em Hong Kong e Macau (e posteriormente em Portugal) a compilação T(H)REE, um projecto que reúne colaborações entre artistas de Portugal, Hong Kong e Macau. Os AbztraQt Sir Q contribuíram com o tema HonQon em parceria com Joey Chu (HK).

Em 2012 editaram o EP Warmony, o primeiro registo com a nova vocalista Dichma Rahma. À semelhança dos dois álbuns anteriores, Warmony foi considerado um dos 10 melhores discos portugueses do ano pelo jornal Expresso.

Em 2017 os AbztraQt Sir Q editam o seu terceiro álbum, Yarnati Machine, produzido por Hugo Correia (Fadomorse, O Lendário Homem do Trigo), com 12 temas compostos ao longo de 3 anos. Esta edição tem o selo NAU - criado por Bernardo Devlin - e contou com o apoio da Fundação GDA no âmbito do concurso para Edição Fonográfica de Intérprete.



Omodo é uma banda de rock de garagem com influências muito variadas, surgindo de uma atitude musical um pouco despreocupada, suja, de forma natural e muito pouco pragmática. Com algumas características punk e outras opostas ao mesmo, caracterizando se como um rock sujo/veludo.

Situada em Lousada/Porto, é composta por 4 elementos que de alguma forma tem energia e atitude em comum, proporcionam uma química e harmonia musical como resultado. Bruno Fernandes na guitarra e voz, Ângelo Cardoso na guitarra, Hugo Machado na bateria e António Magalhães no baixo.

Apesar de só iniciar actividade em 2017, a banda foi idealizada por Bruno e Ângelo, nos dois anos anteriores tinham convidando outras pessoas a participar em jam's e ensaios, embora não tivesse resultado. Com o passar do tempo juntaram se António e Hugo onde se sentiu que estas eram as pessoas certas para dar vida a Omodo.

Valete - Sente Medo (Feat. Tamin, Jimmy P & Azagaia)


Letra

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

MÚSICA IBÉRICA, MOZART E A INFLUÊNCIA NAPOLITANA NO ENCERRAMENTO DAS “NOITES DE QUELUZ” 2018



MÚSICA IBÉRICA, MOZART E A INFLUÊNCIA NAPOLITANA NO ENCERRAMENTO DAS “NOITES DE QUELUZ” 2018

As “Noites de Queluz” chegam ao fim no próximo fim de semana. Andreas Staier com a Orquestra Barroca Casa da Música, primeiro, e a Orquestra Divino Sospiro com o soprano Raffaella Milanesi, no concerto de encerramento, protagonizam os concertos conclusivos da 4.ª edição deste ciclo. 


A edição 2018 do ciclo “Noites de Queluz” despede-se no próximo fim de semana com duas orquestras de eleição no panorama nacional: a Orquestra Barroca Casa da Música e a Orquestra Barroca Divino Sospiro.

No sábado, dia 3 de novembro, pelas 21h30, a Orquestra Barroca Casa da Música regressa ao Palácio de Queluz, desta vez com o cravista, pianofortista e maestro alemão Andreas Staier. “Portugal no mapa do barroco e um ‘hit’ de Boccherini” é um programa que tem por centro de gravidade o Portugal da primeira metade do século XVIII e, em segundo plano, a música ibérica da época. O repertório que irá ser apresentado na Sala do Trono inclui os dois concertos para tecla de Carlos Seixas (1704-42), que figuram entre os primeiros do género na música ocidental e que estes intérpretes gravaram há pouco tempo. Scarlatti, Avison, Corbett e Boccherini fecham o cartaz desta noite.

Na noite seguinte (4 de novembro, às 21h30), a Orquestra Divino Sospiro regressa à Sala do Trono do Palácio de Queluz, agora para encerrar as Noites de Queluz e a 4.ª Temporada de Música da Parques de Sintra. O programa é dedicado a Mozart e à influência que sobre ele exerceu a música napolitana do tempo. Este concerto, que terá a direção de Massimo Mazzeo, conta com a presença do soprano italiano Raffaella Milanesi, intérprete especializada no repertório lírico dos séculos XVII e XVIII. O programa “Mozart e o estilo napolitano” inclui ainda duas obras do napolitano Domenico Cimarosa (1749-1801) e uma ária do português Pedro António Avondano (1714-1782), também ele influenciado pela escola napolitana.

O ciclo Noites de Queluz é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal (CEMSP), tendo por diretor artístico o maestro Massimo Mazzeo.

Carlos Mendes - Ruas de Lisboa


letra

Ruas da minha cidade 
Veias que o meu sangue abraça 
E põe cravos de ansiedade na lapela de quem passa 

Ruas da minha cidade 
Onde perco o coração 
Poema diz a verdade, diz a verdade canção 

Ruas da minha cidade 
Amanhecendo a firmeza 
De uma ponte entre a Saudade e um Abril à portuguesa 

Ruas da minha cidade 
Onde vingo as minhas asas 
O meu nome é Liberdade e moro em todas as casas 

Ruas da minha cidade 
Praças da minha alegria 
Onde antes da claridade era noite todo o dia 

Ruas da minha cidade 
Onde o velho é sempre novo 
As ruas não têm idade porque são todas do povo 

Ruas da minha cidade 
Becos de ganga puída 
Oficinas da verdade dos operários desta vida 

Ruas da minha cidade 
Janelas do meu olhar 
Onde os pardais da amizade à tarde vêm poisar 

Ruas da minha cidade 
Rasgadas por minha mão 
A gente passa à vontade quando pisa o nosso chão 

Ruas da minha cidade 
Aonde eu quero morrer 
Com cravos de eternidade dos meus olhos a nascer.

Não encontrei os créditos desta música

Carlos Mendes apresenta ao vivo Amélia e as Mulheres das Nossas Vida


Carlos Mendes apresenta ao vivo

Amélia e as Mulheres das Nossas Vidas



‘Amélia e as mulheres das nossas vidas’ é o titulo do novo espectáculo que Carlos Mendes preparou para apresentar no Capitólio em Lisboa e na Casa da Música no Porto, dias 8 e 20 de dezembro respectivamente.
Ao longo de cinco décadas, este autor, compositor e intérprete, tem vindo a presentear-nos com o seu enorme talento como ator e, acima de tudo, como músico e cantor.

Foi precisamente um pequeno resumo desse seu percurso de meio-século que Carlos Mendes recuperou em 2018, através do álbum "Festa da Vida", onde revisitou alguns dos seus temas mais emblemáticos, como foi o caso de "Ruas de Lisboa" ou do incontornável "Amélia dos Olhos Doces".

Ao vivo, com ‘Amélia e as mulheres das nossas vidas’, Carlos Mendes, como grande comunicador que é, transporta o público nessa grande viagem de cinquenta anos de canções e emoções, num espectáculo em que se fala e se canta, se toca e se partilha toda uma vida cheia de histórias e de canções que marcaram, e marcam, inevitavelmente, a música portuguesa.

Recentemente, Carlos Mendes foi distinguido pela revista Mais Alentejo com o prémio Excelência Percurso Música, galardão que, em anos anteriores, foi atribuído a figuras como Carlos do Carmo, Sérgio Godinho, Simone de Oliveira, Jorge Palma ou Rui Veloso.

A cerimónia de entrega dos Prémios realizar-se-à, no dia 9 de novembro, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

Valete - Ópera Para Todos



Letra


[Intro]
Pronto p'ra tudo, é noite e dia
Se alguém me queria, estou por ai
Pronto p'ra tudo, pronto p'ra tudo

[Hook: 2x]
'Tou pronto para tudo, sente a minha fé
'Tou pronto para não ceder e p'ra morrer de pé
Honra, coragem, integridade como escudo
Mentalidade espartana, mano 'tou pronto para tudo

'Tou pronto p'ra amar
Tirei todo o machismo da minha alma
Amar de igual p'ra igual e convertido ao feminismo
'Tou pronto para encontrar a minha Nneka
Viver momentos sublimes de erotismo e romantismo
'Tou, pronto para cuspir estrofes molotovs
Pronto para o antagonismo que vem com o meu radicalismo
Cuspir a verdade trás consequências
'Tou pronto para a imponência dos ataques da concorrência
Venham, 'tou pronto para viver a vida que sonhei
Sentilar como um rei, fazer da liberdade lei
Tu 'tas pronto pa ser mais um moribundo
Outro depressivo profundo, viver a bater no fundo
Naa, 'tou pronto para o dia da insurreição
Com uma AK na mão, e todo o exercito do submundo
Bora, com fé integridade como escudo
Mentalidade espartana, mano 'tou pronto para tudo

[Hook: 2x]
'Tou pronto para tudo, sente a minha fé
'Tou pronto para não ceder e p'ra morrer de pé
Honrra, coragem, integridade como escudo
Mentalidade espartana, mano 'tou pronto para tudo

[Bridge]
Pronto p'ra tudo, é noite e dia
Se alguém me queria, estou por aí
Pronto p'ra tudo...

Natal na ZDB com The Legendary Tigerman


The Legendary Tigerman
'Fuck Christmas, I got the Blues'

TERÇA E QUARTA, 25 E 26 DE DEZEMBRO ÀS 23H


Na noite de Natal, o Rock n'Roll volta a descer à Terra para aquecer o coração aos solitários. Com as ruas vazias e os espíritos dominados por sentimentos confusos (alívio, paz, depressão, melancolia, tédio), não há nada como o estrépito do som da guitarra e a ameaça de uma voz tecida nas imagens da América profunda. Música fantasiosa para libertar da fantasia.

Após um ano sabático, o anfitrião volta a ser The Legendary Tigerman, num retorno às origens enquanto one-man band. É um caso raro, este. Um homem, com a sua música, sem alaridos, apenas com a convicção serena de que ela bastará para o sucesso do chamamento. Ora, no repertório do homem-tigre não faltam canções que têm, exactamente, a capacidade de congregar os outros à sua volta. E o mais importante, sobretudo nesta noite, não se impõem a quem as ouve. Deixam-se estar ou acomodam-se às emoções de quem chega. Não se pense que curam, que são uma espécie de lenitivos. The Legendary Tigerman não traz uma mensagem de harmonia ou de paz. Não faltará turbulência e agitação nesta noite.

O rock and roll foi feito para amar, sim, mas também para dançar. O que se pode fazer ao som de Bad Luck Rhythm N'Blues Machine senão dançar? Uma comunhão libertadora para os dias seguintes. Assim será este concerto onde todos serão meninos e rei magos. 


Entrada: 15€ 

domingo, 28 de outubro de 2018

1º evento Pitch Dark no Ginjal Terrasse



Dia 3 de Novembro apresentamos o 1º evento Pitch Dark no Ginjal Terrasse e nada melhor do que começar com verdadeiros ícones do punk rock nacional.

Victor Torpedo volta ao Ginjal Terrasse desta vez acompanhado de Vera Mahsati, uma dupla improvável que ao vivo se torna contagiante e vive do improviso e do diálogo entre a guitarra de Victor Torpedo e os movimentos precisos, ondulantes e inebriantes de Vera Mahsati que aplica a cada nota a sua técnica apurada de Tribal Fusion Bellydance, gerando uma performance única e irrepetível, acompanhada de vídeo-projecção, que tem por base temas originais pré-gravados a lembrar o Karaoke-Show. 

A seguir temos a estreia absoluta em Almada de Paulo Eno, figura incontornável no panorama da música / performance feita por portugueses (Objectos Perdidos) e condimentada no punk dos 77 Revolution Rock.

O ambiente “Suicide” estará presente em todo o espetáculo, pelo que nada é interdito, mas incentivado e permitido á lá “Cramps” com incursões “Clash” e “Jello Biafra”. 

Para acabar a noite a dançar até de manhã temos David Arruda com um dj set implosivo, inebriante, e subversivo.

Pitch Dark, uma chama acesa na escuridão…

Artwork: Miguel Seixas

Dino D'Santiago - Nôs Funaná


Letra


Nôs Funaná
Funaná di nôs terra...

Quando tu chegas assim, eeh
Sem pedire n ta lebau
No pensamentu n ta dexau, oh oh oh
Se tu chegas bem perto pamó, ê
Então vem na diskonta
Sé pam pidi oxi bo món

Djam leba nôs funaná, eeeh
Djam leba nôs funaná, yeeah
Odja-nu li

Si te pega, levanta o pé, eeh
No balanço bom nomi (bo nomi)
N ta flaba n ka sabi mááás
Aqui começa um novo dia
Sé pam pidi oxi bu mon
Sé pam pidi oxi bu mon

Djam leba nôs funaná, eeeh
Djam leba nôs funaná, eeeh
Odja-nu li

Di New York pa Picadi
Di Lisboa pa Luanda
Bem bu xinti li nha flow
Dxam da i um toki 'am ta mostrau
Ma nôs é dodu, eeh
Ma nôs é dodu, eeh
Tamos aqui pra sentir

Ma noba vitória leba nôs funaná, eeh
Bem xinti nôs funaná, eeeh
Bem xinti nôs funaná, eeeh
Bem xinti nôs funaná, eeeh

Nôs funaná, eeeh
Nôs funaná, eeeh ooh

Quem tenta mudar, na verdade não vê
Ka bo leba nhô omi ki ka ta amá, humm

Bem leba nôs funaná, eeeh
Djam leba nôs funaná, eeeh
Odja-nu li

Minha nação é criola
Mi gósi n ta dau kel tudu ki bu kre
Oji chegou o dia na mira pam leba
pam pidi oxi bo món

Djam leba nôs funaná, eeeh
Djam leba nôs funaná, eeeh
Odja-nu li

Bem odja-nu li..."

Nôs funaná, yeaah
Nôs funaná, yeaah ei!

Não encontrei os créditos desta música

Zé Perdigão - Nha Terra



letra

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

ZÉ PERDIGÃO - Novo single e videoclip "Nha Terra"


ZÉ PERDIGÃO
Novo single e videoclip "Nha Terra"


Zé Perdigão revelou single "Nha Terra":

"o sonho comanda a vida, e assim tenho pautado a minha vida, por muito sonho, alegria e certeza de concretização. 

Desejo do coração que disfrutem deste belissimo tema "Nha Terra" pontapé de saida para o álbum "EnCanto" que aí vem muito em breve", afirma o cantor português, agora sediado em Cabo Verde.

O videoclipe “Nha Terra” foi feito em homenagem a Cabo Verde e ao seu povo.

A escolha de “Nha Terra” como single e avanço do álbum "EnCanto" retrata a deslocação das suas gentes dentro do próprio país na procura de uma vida melhor.

Dez anos depois do seu primeiro disco de estúdio, Zé Perdigão prepara o lançamento do próximo álbum, “EnCanto”, que será o 4º trabalho do cantor.

“Nha Terra”, de autoria letra e música de George Tavares, é o single promocional que antecede o disco “EnCanto”. O álbum contém 10 faixas de autores Caboverdeanos como Zé Rui de Pina, George Tavares, Epifânio Tavares (Fany), Silvio Brito e Dino d`Santiago e os temas são cantados em crioulo.

O álbum “EnCanto” é um trabalho em homenagem à música caboverdeana e ao seu povo, um verdadeiro turbilhão de emoções, swing, melodias, letras, batidas caboverdeanas entre a morna, coladera, batuko e balada. Batidas dançantes e até introspectivas norteadas em termos sonoros pela positividade ritmico e harmónico da raiz musical de Cabo Verde. 


B Fachada - Anda Que Está Dura


letra

Vem, vamos embora que está na hora
Doçura, anda que está dura
A vida aqui agora

Vem, vamos embora que está na hora
Doçura, anda que está dura
A vida aqui agora

E há um sitio melhor
E há um sitio melhor

Vem, vamos embora que está na hora
Doçura, anda que está dura

Vem, vamos embora que está na hora
Doçura, anda que está dura
A vida aqui agora

E há um sitio melhor
E há um sitio melhor
E há um sitio melhor
E há um sitio melhor.

Claudia Leal apresenta "Fado Vida"


"Fado Vida" é o novo sangue de Claudia Leal - 23 de Novembro


A fadista Claudia Leal está de regresso com “Fado Vida”, um fado onde volta a desempenhar os papéis de intérprete, compositora, autora e instrumentista do mesmo, sem nunca perder a verdadeira essência de tradição. O lançamento está marcado para o dia 23 de novembro.

TNT - FLOW (feat AMAURA)


Letra

Tenho visto as cenas a mudar, putos chegam querem se afirmar
Vivem desta fórmula do cash, Money gera money, vou nadar
No jacuzzi com uma honey boo, montar um barraco em Malibu
Só para dar espectáculo quem és tu, boy eu sei que é um assunto tabu
Eu cresci a olhar para bandidos, sim confesso eram ídolos
Karma vem com armas na cintura e cada um carrega a sua cruz
Ai jesus, pai dos céus, mantém-me afastado do banco dos réus
Isto é realidade e quando ela bate manos coleccionam sentenças como troféus
Estou de volta a rua onde eu cresci, nunca precisei de um alibi
Tive sorte e sempre a porta aberta, mas nunca apaguei o que eu vivi
Aprendi com G’s a malandragem, nunca quis para mim a mesma imagem
Lutar com o sistema é ter coragem, para meter conteúdo na mensagem
Damn
Dizem que é só party
Mas no meu caderno, trago barras de ouro
Juntas vale mais do que esse teu bugatti
Refrão
Não sabem de onde eu vim, não sabem onde eu vou
Mas estão no meu caminho, mano isso eu não perdoo
Não vim para jogar limpo, nem para apagar o fogo
Vim para por em sentido e matar-te com este flow

2ª parte
Tenho visto as cenas a mudar, tenho ouvido o people opinar
Manos chegam querem dropinar, watch your back e guarda o teu lugar
Boy relaxa tenho olhos na nuca, cospem fogo eu trago uma bazuca
Esse é o erro do people na tuga, o respeito sabes não se aluga
Mano a minha meta é ser um clássico
Para esmagar te com este flow iconoclástico
Sem rodeios porque eu sou um gajo prático
Quando aponto abato tipo, sniper no telhado click
Minhas fatura eu pago a pronto
Vivi loucuras que eu nem te conto
É nestas alturas que vens quem é real, só foras da lei a fugir do confronto
Dançam com lobos acabam no prato
No meu circulo poucos saíram intactos
Uns andam loucos, ou andam pregados
Ou andam no lodo chafurdar no charco
Eu sei que isso é chato, por isso cuidado 
com o mato, com o bato, com o faço e aconteço
Nunca vi tanto puto armado em parvo, 
vem sentir o peso, boy eu vim do berço
Agora pergunto where my niggas at, Como se importasse a cor da epiderme
Nunca dei um passo sem respirar rap, mesmo que eu disfarce tenho a marca no meu ADN
God damn, sou homem do leme
És homem ao mar, é bom que esse gajo reme
Se é para me apanhar mete tinta nessa pen,
Mas se é para difamar, cotovelo mete creme.

Letra: TNT Refrão: AMAURA Beat: DJ Player Mix e Master: Pedro Quaresma Realização : Manuel Casanova

Soraia Ramos - Não Dá Ah Ah


letra

Não Dá Ah Ah

Eu tentei ser a mulher perfeita pra ti 
E até mudei a minha rotina por ti 
 Mas eu pensava que ia ser a mama 
Das tuas filhas . mas não

Preferiste a gostosa , de cabelos longos 
Com uma vivenda ... e  aquele carro de outros tipos .. cheio de brilho 

Mas ouve bem, agora queres voltar pra mim 
O que se passa então ? 

Pois  é foi ilusão ....

Refrao : para mim não da não 
Não aceito esse desrespeito 
Para mim não da 
Eu sou linda e sou do meu  jeito 
Para mim não dah ah ah .. não da ah ah 

 agora que à  máscara dela  caiu - iu iu 
Eu  já sou importante 
Olha quem eu não tenho diamante 
E nem o caro brilhante 
Deste te mal .. por seres assim
O mais engraçado , tu  é escolheste o fim 

Perdeste uma mulher prendada
Fizeste a escolha errada 
Bem feito pra ti
Não passas de um interesseiro 
Trocaste o amor pelo dinheiro 

Mas ouve bem .. agora queres voltar pra mim
O que se passa então ?
Pois é foi ilusão ..

Refrão :Refrao : para mim não da não 
Não aceito esse desrespeito 
Para mim não da 
Eu sou linda e sou do meu  jeito 
Para mim não dah ah ah .. não da ah ah 

A próxima vez .. para e pensa .. para e pensa ..
Ééh tá doer ... (x2)

sábado, 27 de outubro de 2018

Ivo Dias lança #Guerreiro



Ivo Dias lança #Guerreiro a 09 de Novembro

Ivo Dias é um cantautor luso-brasileiro. Lança a 09 de Novembro #Guerreiro, o segundo álbum enquanto artista a solo.

#Guerreiro é um disco que faz a ligação do clássico ao contemporâneo, do antigo ao moderno, do passado ao presente.

Nesta jornada o músico propõe expor a sua própria inspiração, a sua história e evolução. Tem como mote desde cedo na sua carreira fazer várias fusões musicais e culturais. O novo disco #Guerreiro espelha essa característica com vários elementos da lusofonia como o fado, a bossa-nova e a morna.

No primeiro álbum lançado em 2007 (Se7e), Ivo Dias apresentou-se apenas com voz e violão e cantando em português com o sotaque do Brasil.

O álbum #Guerreiro é composto por novos temas inéditos cantados em português e com a participação de André Rosinha (contrabaixo), Carlos Garcia (piano), Diogo Duque (trompete) e Iuri Oliveira (percussão).

“Fado Blues” é o primeiro single.

#Guerreiro será apresentado também em concerto no dia 09 de Novembro, na Fábrica Braço de Prata em Lisboa.

AGIR - Coração não tem idade


Letra

Solta-te, liberta-Te
Abre as asas do sonho
Tens todo o futuro


Para saborear
Solta- te, liberta- te
Não há nada melhor
Depois de um pesadelo poder acordar
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Vou beijar, vou cantar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Quando te perguntam
Se estás cansada
Se ainda te sentes apaixonada
Toda a gente sabe
É uma verdade
Coração que ama não tem idade
Por isso vem, sabe bem
Formigueiro que a gente tem
A fluir faz sentir um calor no corpo a subir
E esta noiteeee
Vou beijar, vou cantar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Ouh uouh
Não tenhas vergonha
E saí sozinha
Esta noite tu vais ser a Rainha
Põe um salto alto e um sorriso
É desse teu jeito que eu preciso
Por isso vem, sabe bem
Formigueiro que a gente tem
A fluir faz sentir um calor no corpo a subir
E esta noiteeee
Vou beijar, vou cantar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Vou beijar, vou cantar
Vou hum hum até me cansar
Toda a noite, toda a noite
Ouh uouh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohohoo
Mas eu não sei se tu pões no face
Aquelas fotos que tu tiras
Em figuras muito giras
E partilhas as maravilhas
Porque afinal és como eu
E o limite é o mesmo céu
Fazer o quêeee
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum ate me cansar
Toda a noite, toda a noite
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum ate me cansar
Toda a noite, toda a noite
Ouh uouh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum ate me cansar
Toda a noite, toda a noite
Vou beijar, vou dançar
Vou hum hum ate me cansar
Toda a noite, toda a noite
Ouh uouh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh
Ohohoh

Coimbra em Blues - O Blues está de volta ao TAGV


O Blues está de volta ao TAGV - 15 e 16 de Novembro



O Blues está de regresso à cidade dos amores para mais uma edição do Coimbra em Blues já nos dias 15 e 16 de novembro, no Teatro Académico Gil Vicente.

Djodje x Cuca Roseta - Vamos Fugir


Letra


Deus abençoa nos relação
El kre faze feliz bo coração
E nta faze tud na nha alcance pam consegui
Pode acredita
Ka bo duvida d nhas intenção
Temp ta convenceb ma ntem razão
E nta faze tud na nha alcance pam consegui
Pode acreditar

Vamos fugir
Pra longe daqui
Fitxa bus odju
Cunfia na mi
Vamos fugir

Vamos fugir
Pra longe daqui
Onde o sol se cruza com a lua
E o ceu toca no mar
O amor se esconde
Dentro do peito de quem sente
E quando chamado ele responde
Afinal o amor não mente

Vamos fugir
Pra longe daqui
Fecha os teus olhos (fitxa bus odju)
Confia em mim (cunfia na mi)
Vamos fugir

Ninguém pode entender
Mas julgam sem saber
O que é viver
Tamanho amor
És o meu porto seguro
Meu unico abrigo
Eu nasci pra te amar

Vamos fugir
Pra longe daqui
Fecha os teus olhos (fitxa bus odju)
Confia em mim (cunfia na mi)
Vamos fugir

Letra & Musica: Djodje Marta

Luís Pucarinho apresenta " SAIARODADA" nas FNACs


SAIARODADA ao vivo nas FNACS

Novembro

03 | 17h00 - Fnac Vasco da Gama

09 | 17h00 - Fnac Colombo

09 | 21h30 - Fnac Alfragide

24 | 17h00 - Fnac Cascais

26 | 18h00 - Fnac Évora




Dezembro

14 | 15h30 - Fnac Algarve Shopping

15 | 18h30 - Fnac Fórum Algarve




Luís Pucarinho - Voz e Guitarra

Mário Lopes - Bateria e Pad



BEATRIZ E JOÃO

Neste disco Luís Pucarinho colecciona dez canções originais que contam com os músicos Jéssica Pina no trompete, Afonso Castanheira no contrabaixo e Mário Lopes na Bateria, todos provenientes da escola do Jazz e que transbordam energia e alegria em palco acompanhando as canções que Luís nos oferece brindando celebrações musicais que fundem a canção portuguesa com os ritmos africanos e latinos vestidos de harmonias lusófonas que revelam tendências frescas e não menos abrangentes incluindo como sempre um cunho pessoal na voz.


Holly Hood - Miúda


Letra

REFRÃO

2x
Coração já só vê mal porque a alma está interdita
Á bué que eu deixei de ama-la e a chavala não acredita
Queima a casa queima o carro só não vale é queimar guita
Miúda que eu não vou para a vala com uma bala na marmita

VERSO

Pondo isto em palavras minhas 
se vais entender eu não sei
Tu tenta ler nas entrelinhas
Eu queria até quebrar a lei 
Para ser eu com que tu te aninhas
Tu querias um patinho feio
Com a grana do Tio Patinhas
Eu vi-me com a vida no lixo ao ver que eu existo
Para não estares carente
Tentei ser o teu rei mas nisto a coroa de Cristo foi o meu presente
Já não há paciência eu desisto leva o egoísmo
Se te faz contente
Deixas me a vida num abismo para depois pedires me para seguir em frente
Falar não resulta miúda eu estou farto
De viver o drama que tanto te encanta
É tudo uma luta são gritos no quarto até ir para a cama com um nó na garganta 
sempre quis um nunca mas mais mais vale tarde perceber que afinal era propaganda
Sei que não te pus a pisar um altar mas miúda eu sempre te vi como uma santa
Hey ya
Tudo o que ela diz é shady
Pões me a ponderar por a boca no cano, ya
Quando eu sou feliz é sem ti
Chamar isto amar sempre foi um engano, ya
Perceber isso é crazy
Se é para terminar sou eu quem dá "shotgun"
E  "hasta la vista baby".

REFRÃO

3x
Coração já só vê mal porque a alma está interdita
Á bué que eu deixei de ama-la e a chavala não acredita
Queima a casa queima o carro só não vale é queimar guita
Miúda que eu não vou para a vala com uma bala na marmita.

A Melhor festa de Halloween do ano é a Hallowbeat Fest '18 no Campo Pequeno


O melhor doce ou travessura do teu Halloween está no Campo Pequeno


Pode escolher a fantasia e preparar-se para a melhor festa de Halloween. Dia 31 de outubro, no Campo Pequeno, o HallowBeat Fest’18 vai juntar no mesmo palco grandes nomes do panorama musical atual, numa noite que promete hip hop, kizomba, rap e muito mais.

Aqui há opções para todos os gostos. Desde o do rap dos Força Suprema, ou do hip hop dos Wet Bed Gang e dos vários estilos musicais em que se movem osRichFellaz, sem esquecer as batidas características dos Djs Caianda, ECS, Mizzy Milles e Omar Xike.

Muita música e boa vibe, com vários artistas e sonoridades distintas. Juntos para protagonizar uma verdadeira e única festa de Halloween! No HallowBeat Fest’18, o disfarce não é obrigatório mas a diversão está garantida!

Shawn Mendes, Zedd - Lost In Japan


Letra

All it'd take is one flight
We be in the same time zone
Looking through your timeline
Seeing all the rainbows, I

I got an idea
And I know that it sounds crazy
I just wanna see ya
All I gotta ask,

Do you got plans tonight?
I’m a couple hundred miles from Japan and I
And I was thinking I could fly to your hotel tonight
‘Cause I can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind (uhh)

I can feel the tension
We could cut it with a knife
I know it’s more than just a friendship
I can hear you think I’m right, yeah

Do I gotta convince you that you shouldn’t fall asleep?
It’ll only be a couple hours,
And I’m about to leave

Do you got plans tonight?
I’m a couple hundred miles from Japan and I
And I was thinking I could fly to your hotel tonight
‘Cause I can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind

Do you got plans tonight?
I was hoping I could get lost in your paradise
The only thing I’m thinking ‘bout is you and i
‘Cause I can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind
I can’t seem to get you off my mind

Let’s get lost tonight (uhh)
Let’s get lost tonight
Baby you and…
I can’t seem to get you off my mind

Let’s get lost tonight
Let’s get lost tonight
Baby you and…
I can’t seem to get you off my mind

Do you got plans tonight?
I’m a couple hundred miles from Japan and I
And I was thinking I could fly to your hotel tonight
‘Cause I can’t get you off my mind
I can’t get you off my mind

Do you got plans tonight, baby
I was hoping I could get lost in your paradise
The only thing I’m thinking ‘bout is you and I
And I can’t get you off my mind
Can’t get you off my mind
I can’t seem to get you off my mind

Let’s get lost tonight
Let’s get lost tonight
Baby you and…
I can’t seem to get you off my mind

Let’s get lost tonight
Let’s get lost tonight
Baby you and…
I can’t seem to get you off my mind